Seguidores

Visitantes ONLINE

quinta-feira, 29 de novembro de 2012


SINDGUARDAS-MG CELEBRA CONVÊNIO DE DESCONTO EM FOLHA PARA GUARDAS MUNICIPAIS FILIADOS  EM SETE LAGOAS/MG

APÓS SOLENIDADE  NA QUAL  FOI RECEPCIONADA A ENTIDADE DE CLASSE DOS GUARDAS MUNICIPAIS EM SETE LAGOAS,  CONVÊNIO PARA  CONTRIBUIÇÃO DOS REPRESENTADOS  FOI PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO.





"Vejo o SINDGUARDAS-MG como um parceiro na condução de uma politica eficiente de valorização dos Guardas Municipais de Sete Lagoas,destacou o Prefeito setelagoano.



Participaram da solenidade o Prefeito de Sete Lagoas Mario Marcio, o sub comandante Marlon Mariel Martins, (comandante interino) que ocupa o cargo de Diretor Jurídico no SINDGARDAS-MG (Sete Lagoas) , GM Sergio Andrade de Carvalho Junior, membro do Conselho Fiscal do SINDGUARDAS-MG (Sete Lagoas), Pedro Ivo Bueno Presidente do SINDGUARDAS-MG, Renato Rodrigues Secretario Geral SINDGUARDAS-MG, Wellington Cezario Diretor de Mobilização SINDGUARDAS-MG e Ronaldo Brito Junior Coordenador do Departamento Jurídico do SINDGUARDAS-MG.


REUNIÃO COM OS PRIMEIROS FILIADOS DO SINDGUARDAS-MG EM SETE LAGOAS NO DIA 19/11/2012

Loga após a efetivação do convênio em sete lagoas, o sindicato preparou uma apresentação de seus projetos e convênios, com a participação de seu presidente Pedro Bueno, além de  orientações jurídicas  sobre temas variados sugeridos pelos guardas, com Dr Ronaldo Brito.

SINDGUARDAS-MG PRÓXIMO DE MAIS UMA GRANDE CONQUISTA COM RATIFICAÇÃO DE PERSONALIDADE JURÍDICA CÓDIGO SINDICAL


O Presidente do SINDGUARDAS-MG, na pessoa do senhor Pedro Ivo Bueno, esteve presente em Brasília, no dia 27/11/2012 onde foi recebido pelo Deputado Federal Linconl Portela, Líder do PR na Câmara do Deputados e visitou o  Ministério do Trabalho realizando PETIÇÃO com a esperança de receber em breve o tão aguardado código sindical para continuar na luta em defesa da categoria com muito mais força e com o respeito que o SINDGUARDAS-MG merece!Através do código sindical o sindicato dos guardas municipais do Estado de Minas Gerais terá sua personalidade jurídica ratificada e contará com garantias e direitos como a contribuição compulsória e a consagração como entidade representativa.

TRABALHADOR SINDICALIZADO É TRABALHADOR RESPEITADO!

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Sindicato dos Guardas municipais alerta a categoria sobre possiveis ataques orquestrados pelo PCC em Minas


VÍDEO-FLAGRANTE: BRIGA GENERALIZADA ENTRE AMBULANTES E GUARDAS MUNICIPAIS NO RJ

sábado, 24 de novembro de 20125comentários


As atenções nessa data foram voltadas a cidade do Rio de Janeiro, que está a apenas dois anos da Copa de 2014 e quatro das Olimpíadas. Não se sabe ao certo o que motivou tais cenas de selvageria na Barra da Tijuca. Os guardas municipais são atacados, por varias pessoas munidas de paus e pedras. Os agentes não possuem nenhum equipamento de proteção ou controle de distúrbio civil, bem como em número reduzido ficaram acuados. Lamentável ver que entre ambas as partes, sobressaiu o instinto de sobrevivência, aonde é possível ver pedras sendo arremessadas dos dois lados conflitantes. Ônibus e pessoas que certamente em nada teriam haver com a situação, poderiam ter sido atingidas, fica claro que para qualquer operação ou fiscalização, é obrigatório ter supremacia de força e equipamentos apropriados para repelir qualquer injusta agressão, norteados pelo uso diferenciado da força, se acaso houver a necessidade adequado a proporcionalidade. Alguns descritivos dos vídeos publicados no Youtube afirma que a Gm chegou agredindo os camelos, porém essa informação ainda não foi confirmada, para tanto se espera uma resposta oficial do órgão competente. Não é a primeira vez que a população se revolta e parte para cima dos guarda municipais do Rio de Janeiro, certo que os mesmos não possuem meios adequados para garantir a ordem, a população carioca tem se rebelado contra esses agentes. Já passou da hora de reavaliar os erros e garantir a segurança desses profissionais e por sua vez a segurança daqueles que em nada tem haver nesse conflito diário. Vamos aguardar as respostas.

Veja o vídeo 1:

Veja o vídeo 2: 
Compartilhe este artigo :

quinta-feira, 22 de novembro de 2012


Esquadrão tático da Guarda Municipal apreende 2 kg de cocaína pura em Limeira

quarta-feira, 21 de novembro de 20120 comentários


Atuação do Esquadrão tático da Guarda de Limeira resulta em apreensão de 2 kg de cocaína pura em Limeira









Fonte:http://gcmsbo.blogspot.com.br

VÍDEO: GUARDA MUNICIPAL FLAGRA JOVENS FAZENDO PICHAÇÃO CONTRA O GOLEIRO BRUNO EM ESCOLA

quinta-feira, 22 de novembro de 20120 comentários

A guarda municipal de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, flagrou quatro jovens fazendo pichações no muro de uma escola próxima ao fórum onde acontece o julgamento de Bruno Fernandes. Eles confessaram que pretendiam escrever frases a favor da condenação do jogador.


Veja o vídeo:

domingo, 18 de novembro de 2012


Ameaça de ataques do PCC em Minas Gerais deixa policiais em alerta


admin @ 18.11.2012 BH 0 comentários

A madrugada deste domingo (18) foi de mobilização entre policiais militares e civis após chegar ao conhecimento das corporações uma ameaça de ataques da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) em Minas Gerais. A informação teria sido obtida por meio da interceptação de uma ligação entre membros da organização paulista.

Em um ofício divulgado em seu site, o Sindicato dos Policiais Civis de Minas Gerais (Sindipol-MG) pede que sejam tomadas medidas efetivas para reforçar os equipamentos dos agentes em todo o Estado (confira aqui). No texto, a entidade confirma que funcionários de um presídio do Triângulo Mineiro também apreenderam uma carta de um dos detentos, que seria integrante do PCC, na qual se falava sobre uma lista com 25 nomes de policiais militares e civis que estariam na mira da facção criminosa.



O comando das polícias Civil e Militar negam que existam ameaças de ataques do Primeiro Comando da Capital em Minas Gerais. Apesar disso, neste domingo (18) viaturas patrulharam na região metropolitana de Belo Horizonte com armamentos pesados. O motivo do reforço seria a informação de que os ataques poderiam acontecer durante a madrugada e se concentrariam Contagem, Betim e Ribeirão das Neves.



Fontes, que preferiram não se identificar, confirmam um alerta teria sido enviado para batalhões de toda Grande BH pelos comandantes da PM.



Foto: Arquivo/Gate MG



quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Balanço dos ataques no estado de SP envolvendo GCM´s


Dados atualizados em 12/11/2012. 

- Inicio da onda de ataques junho/2012, porém se agravou nos últimos meses.

OCORRÊNCIA somente em 2012
QUANTIDADE
Morte de policiais
91
Tentativa de homicídio de policiais
98
Ônibus incendiados
27
Bases da PM atacadas
13
Boatos de toques de recolher
Em toda Grande SP
Número de homicídios somente nós últimos 02 meses
Já ultrapassa 200
Agentes penitenciários
02


OCORRÊNCIAS COM GUARDAS MUNICIPAIS
DATA

Em Pirapora do Bom Jesus, na Grande São Paulo, uma base da Guarda Civil Municipal foi atacada a tiros.
02/07
O Posto da Guarda Municipal do bairro Pauliceia, em Piracicaba (SP), foi alvo de um atentado
03/07

Viatura da GCM de Taboão da Serra alvejada
06/07

GCM de Praia Grande Morto
02/08
Base da GCM de Campinas é atacada com bomba caseira
28/09

GCM de Diadema tem sua residência invadida por dois integrantes com uma pistola 380 e picharam as paredes com a sigla PCC 1533
28/10
Base da Guarda Metropolitana  é alvo de tiros
21/10
Base da GCM de Guarulhos é alvo de disparos.
29/10
GCM de Cotia leva tiro de raspão na cabeça
08/11
Uma viatura da GCM de Cotia com dois agentes iniciou uma
Troca de tiros depois que criminosos atiraram na viatura
07/11
Homem invade base da GCM de Taboão da Serra é morto
11/11
Agente da GCM de Piracicaba leva um tiro na  testa e nas costas
Em suposto assalto
09/11
Suspeito de tentar incendiar uma viatura da GCM de SP é preso
11/11

Sem contar os fatos que não são registrados ou não entram nas estatísticas da secretária de segurança pública de SP, ou ainda ocorrem no interior e não são divulgados. 

·         O sistema de monitoramento de crises do governo federal aumentou o alerta para São Paulo por causa das ações recentes do Primeiro Comando da Capital (PCC). Um relatório especial feito pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), que abastece o Gabinete de Segurança Institucional (GSI) ligado à Presidência da República, mostra que a situação, ruim há alguns meses, tende a se agravar em razão da resposta do grupo às ações das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar; 

   Segue trechos da reportagem que foi ao ar dia 11/11 no Fantástico:

Segundo documentos obtidos com exclusividade pelo Fantástico, a Secretaria de Segurança de São Paulo foi avisada – há três meses – de que uma onda de violência estava para acontecer. São relatórios das Policias Civil e Federal, e também do Ministério Público Estadual.

Um deles, do centro de inteligência da Polícia Civil, registra uma conversa telefônica entre bandidos do interior paulista. A quadrilha dá ordens para a morte de PMs.

O documento, “reservado”, é de 16 de agosto. No mesmo dia, a mesma mensagem é interceptada pelo ministério público estadual – agora transmitida por outros bandidos do grupo.

“O Ministério Público obteve numa interceptação telefônica judicialmente decretada essa informação e adotou todas as providências, comunicando inclusive para as polícias”, afirma Márcio Elias Rosa, procurador-geral de justiça de São Paulo.

Seis dias depois, em 22 de agosto, o alerta foi da Polícia Federal. O aviso: “urgentíssimo”. Uma delegada relata as ameaças feita pela quadrilha. Em nota, a PF diz ter repassado a mensagem para os órgãos interessados.

A partir de 16 de agosto , quando a ordem dos bandidos foi interceptada, 36 policiais foram mortos. O numero de homicídios na cidade de São Paulo também disparou: chegou a 135 em setembro, quase o dobro do mesmo mês no ano passado.

A equipe do Fantástico procurou a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. O delegado-geral do estado, Marcos Carneiro Lima, afirmou que não foi alertado nem pelo Ministério Público nem pela Polícia Federal sobre os ataques: “Oficialmente nós não temos essa informação”.

OBS: O levantamento foi feito com base em notícias publicadas na imprensa. A Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo não está contabilizando os números da onda de violência.
Elaborado por : Siderley Lima, consultor em segurança patrimonial, supervisor da GCM de Jandira.

Fonte: http://amigosdaguardacivil.blogspot.com.br/2012/11/balanco-dos-ataques-em-sp.html

A IMPORTÂNCIA DO PROJETO DE LEI PARA RESPALDAR AS AÇÕES DAS GUARDAS MUNICIPAIS



Foi com grande sucesso, que a Guarda Civil Municipal de Santa Bárbara D´Oeste consegui através dos seus vereadores a aprovação da alteração na Lei Orgânica do Município, o respaldo legal para a guarda municipal tomar conta da segurança física das pessoas e a manutenção da ordem. Tranquilidade jurídica que muitos guardas municipais desconhecem, defendendo a tese que a a referida sobrepõe a Constituição Federal. Assim pensou a procuradoria geral do município de Santa Bárbara, e entrou com ação alegando anticonstitucionalidade, porém o Tribunal de Justiça manteve a decisão. Em vários cidades foi apresentado a referida proposta, porém poucos políticos aceitaram, ficando evidente o medo de chamar a responsabilidade da segurança para sí. Poucos vereadores tiveram essa coragem, e os gcm devem apoiar essa decisão. Enquanto não se tem decisões sobre a profissão um caminho fácil e LEGAL pode e deve ser a utilização da Lei Orgânica do Município.Ocorre que por influência de muitos profissionais omissos, acabam contaminando todo o ambiente da segurança, evitando o progresso das Gcm's. A proposta vem para nos trazer segurança jurídica e não atribuição como os menos informados pregam. Não dêem ouvidos  aos indolentes, e aqueles que em nada acrescentam na corporação e na sua grande maioria possuem desejos escusos, usando a instituição policial como trampolim, afim de conquistar objetivos pessoais.

Vejam o vídeo, aonde o Secretário de Segurança Trânsito e Defesa Civil de Santa Bárbara D" Oeste Eliel Miranda explica a referida lei.
Fonte: http://amigosdaguardacivil.blogspot.com.br/2012/11/a-importancia-do-projeto-de-lei-para.html

terça-feira, 13 de novembro de 2012


Guarda municipal é rendido e algemado por bandidos em prédio da prefeitura de BH

Bandidos invadiram a sede da Regional Nordeste da Prefeitura de Belo Horizonte, no bairro São Paulo, e renderam um guarda municipal na madrugada desta segunda-feira (12). A vítima contou à polícia que fazia ronda no prédio, quando dois homens pularam o portão e o renderam.

http://videos.r7.com/guarda-municipal-e-rendido-e-algemado-por-bandidos-em-predio-da-prefeitura-de-bh/idmedia/50a0f053e4b0b4929055823d.html
Criminosos invadem regional da prefeitura e fazem guarda municipal refém em BH  

Os homens queriam arrombar um caixa eletrônico na Regional Nordeste da Prefeitura de Belo Horizonte, no Bairro São Paulo


Luana Cruz
Publicação: 12/11/2012 08:47 Atualização: 12/11/2012 08:52

Dois homens invadiram a sede da Regional Nordeste da Prefeitura de Belo Horizonte, no Bairro São Paulo, e amarraram um guarda municipal no fim da noite de domingo. O objetivo da dupla era arrombar um caixa eletrônico que fica no prédio, no entanto uma grade que protegia o terminal impediu o arrombamento.

Por volta de 23h30 de domingo, o guarda escutou uma buzina na portaria do prédio e foi verificar. Quando retornou para o posto de trabalho foi surpreendido por dois homens armados com pistolas e encapuzados. Eles renderam o agente e o amarram com uma braçadeira plástica, mas prometeram na machucá-lo dizendo que o objetivo era roubar o caixa.

Os bandidos ligaram para um comparsa que traria um maçarico para ação criminosa. Enquanto isso, outro guarda escutou uma sirene na portaria e conseguiu sair para pedir socorro. Era um carro da Guarda Municipal que o ajudou a sair do local e acionar a Polícia Militar (PM). Com a chegada da PM, os criminosos fugiram sem conseguir acessar o caixa.

Na fuga, um dos suspeitos atirou contra policiais militares, mas ninguém ficou ferido. Um carro da guarda, estacionado na Rua Queluzita, foi atingido por um tiro. A dupla conseguiu fugir e a PM fez rastreamento pela região suspeitando que um terceiro comparsa tenha dado apoio na ação. Foram verificados os possíveis envolvimentos de suspeitos em um Celta, um Palio e uma moto, mas ninguém foi detido. O guarda que ficou refém, foi libertado e não precisou de atendimento médico.

A regional é o órgão de representação da PBH nos bairros. O prédio tem equipamentos preparados para atender a população nas áreas da saúde, educação, cultura, lazer, assistência social e esporte. A Regional Nordeste atende às comunidades de 68 bairros e vilas

quinta-feira, 8 de novembro de 2012


               GUARDA MUNICIPAL É ROUBADO 08-11-2012




Autorização para portar arma de fogo particular para quem detém porte de arma institucional – é única, e quem pode “o mais”, também pode “o menos”.

Marcos Bazzana Delgado
Inspetor - GCM/SP

Caros leitores,

Este artigo tem como única e exclusiva finalidade expressar uma opinião pessoal a respeito de uma incoerência legal trazida na lei 10.826 combinada com o Decreto 5.123 e, quiçá, promover um debate no parlamento nacional visando à reforma das incongruências que serão apontadas, ou uma possível construção de parecer junto ao Poder Judiciário como forma de “salvo conduto” para a prática encontrada no cotidiano. Não significa, com isso, que avalizo a conduta de servidores da instituição da qual faço parte, onde tenho o dever legal de exercer a fiscalização das atividades, e o uso do poder disciplinador ante as irregularidades que forem comprovadas.

Propus-me a discorrer sobre o tema porque certa vez, em entrevista ao blog Os Municipais, como presidente da Associação de Inspetores das Guardas Municipais, foi perguntado sobre o que eu achava do Estatuto do Desarmamento, onde respondi que o referido diploma legal contém inúmeras aberrações. Percebendo que o assunto merecia maior atenção decidi escrever, e vou começar a enumerá-las por meio deste artigo, onde pretendo citar uma delas.

O Decreto 5.123 e a Lei 10.826 – Estatuto do Desarmamento, entre as suas inúmeras dissonâncias, tem uma que trouxe o entendimento de que um determinado profissional da área da segurança pública deve se sujeitar à necessidade de ter que possuir dois tipos de autorização para portar armas de fogo de propriedades diversas, ainda que elas sejam do mesmo calibre.

Melhor explicando, segundo o entendimento que podemos depreender dessa legislação, um mesmo profissional deve possuir uma habilitação para o porte da arma institucional e outra para o porte da sua arma particular.

Essa exigência, sob vários aspectos, não é coerente. Citaremos dois.

Primeiro:

A autorização para portar arma de fogo é o resultado de uma série de treinamentos e aprovações em vários exames que buscam aferir a capacidade da pessoa para fazer o correto uso do equipamento.

Antes de se conceder o porte de arma institucional, verifica-se a capacidade psicológica da pessoa interessada. Verifica-se a aptidão teórica, por meio de provas escritas, aferindo o conhecimento jurídico do candidato a respeito das legislações que envolvem o uso da arma, além dos conceitos sobre as características do armamento que se pretende portar.  Avalia-se o conhecimento técnico e operacional sobre a utilização do equipamento. Por fim, é verificada a capacidade de se fazer os disparos, com uma exigência mínima de acertos do projétil no alvo.     

Temos então que a exigência para a concessão do porte de arma institucional é maior que a exigência para concessão do porte de arma particular. Isso se explica no fato de que a atividade policial exige muito mais preparo do agente, visto que ele estará mais exposto às necessidades de utilização dos meios letais durante o turno de serviço, subentendendo que terá a obrigação de sempre agir para proteger a sociedade em nome do Estado.

O detentor da arma de fogo particular, se não for policial, terá o equipamento consigo tão somente para a sua segurança, ficando desobrigado de agir em defesa de terceiros.

Sendo assim, se o agente demonstrou sob todas as formas ser ele detentor do necessário equilíbrio e preparo para atuar com arma em um turno de trabalho, que às vezes pode passar de 12 horas, desnecessário seria ter que comprovar que tem a mesma aptidão para portar a arma em período de folga, onde a eventual necessidade de uso será bem mais reduzida e as condições de tensão serão bem menores.

Portanto, sendo a arma de fogo de propriedade da instituição, ou sendo a arma de fogo de propriedade do agente, sendo elas do mesmo potencial ofensivo, concluo que aquele que pode “o mais”, também pode “o menos”.

Segundo:

Em condições normais e dentro de uma coerência obvia não se exige dois tipos de autorizações diferentes para fazer a mesma e única coisa.

Devemos ter em mente que o ato de “portar arma de fogo” é único. O que o agente faz com a arma de fogo institucional também o faz com a arma de fogo particular. Nos casos onde a lei permite o uso de arma de fogo institucional fora de serviço, o agente vai portar arma de fogo da mesma forma que faria se a arma fosse particular. O porte seria do mesmo jeito, sendo com a arma dele ou sendo a arma da instituição, ou seja, com arma velada em algum local do corpo, acessível para o saque em caso de necessidade, oferecendo o mesmo potencial de letalidade no uso. Então, a conclusão que tenho é a de que o porte de arma de fogo é uma coisa indivisível.

Os atributos para portar arma de fogo, com exceção da exigência legal de possuir uma função policial, são inerentes à pessoa. Ela é, ou não, capaz de portar arma. Não consigo vislumbrar um ser com capacidade de portar uma arma porque o bem pertence ao Estado, e não possuir atributos para portar outra arma equivalente pelo simples motivo do bem ser de sua propriedade.

Uma vez que lhe foi concedido um porte de arma institucional, reconheceu-se perante as autoridades constituídas e perante a sociedade que aquela pessoa detém plena capacidade para fazer o correto uso de uma arma de fogo de uma determinada categoria.  O agente foi considerado apto. Imaginar o contrário seria o absurdo de avaliar que ao guardar a arma institucional e se apoderar da arma particular o agente perderia a sua aptidão para o uso adequado do equipamento.

Se assim não fosse, estaria este agente impedido de transportar uma arma de fogo apreendida, porque ela não seria de propriedade da instituição.

Por este motivo, concluo também que as condições de porte são inerentes à pessoa, não relacionada com a propriedade da arma. Nesse sentido, vejo que o possuidor do “porte de arma” pode portar a arma de quem quer que seja a propriedade, desde que ela seja do calibre a ele permitido, e que esteja legalmente registrada junto ao órgão competente 

Essa mesma linha de raciocínio também poderia ser aplicada aos casos de uso restrito de arma de fogo nas atividades funcionais, quando há proibição de portá-la no período de folga, com o argumento de que o número populacional da cidade sede da instituição seria insuficiente para tornar o agente habilitado a fazer uso do equipamento de defesa enquanto não está trabalhando. Imagina-se com isso que, ao deixar o trabalho, por questão populacional insuficiente, o agente perderia a sua aptidão ou passaria a não ter mais equilíbrio para discernir sobre o memento oportuno de utilizar a arma que estaria em seu poder. Mas, sobre esse aspecto também absurdo, falaremos em outra oportunidade.


CONTRIBUIÇÃO SINDGUARDAS-MG

Prezados companheiros, o SINDGUARDAS-MG atinge uma nova etapa em sua história, e com a honra de representar esta nobre categoria em todo o Estado de Minas Gerais, vêm através desta  mensagem agradecer-lhes pela confiança deposita em nossos trabalhos.  No intuito de melhor representar a categoria, pedimos nossos  representados que compreendam  as dificuldades e desde já, reiteramos nosso compromisso, agradecendo os constantes contatos pessoais, por telefone e Email, reconhecendo a seriedade do trabalho realizado.Para que possamos prosseguir com sucesso nesta caminhada e facilitar a forma de contribuição do filiado, processo imprescindível para o desenvolvimento do nosso trabalho, realizamos um convênio para desconto em folha, garantindo maior conforto e comodidade aos sindicalizados. Para efetivarmos o processo de transferência, será necessário o servidor filiado preencher nosso formulário de autorização Banco do Brasil.

Para aqueles guardas municipais que ainda não tiveram oportunidade de se filiar a nossa agremiação e/ou ainda não autorizaram desconto,  mas que gostariam de contribuir por deposito em nossa  Conta Correte  BB, basta realizar o depósito no valor equivalente a 1,5 % da remuneração percebida, valor em conformidade com estatuto social SINDGUARDAS-MG.
FAÇA SUA CONTRIBUIÇÃO PARA SINDGUARDAS-MG



AGÊNCIA 3608-0

CONTA CORRENTE 57178-4

A confiança depositada em nosso trabalho, representa o sucesso da nossa caminhada..

Att,


Pedro Bueno
Presidente do SINDGUARDAS-MG

sexta-feira, 2 de novembro de 2012


Homem com mandado de prisão em aberto é preso no Parque Municipal
Suspeito foi reconhecido pela vítima
31/10/2012 12h10
Avalie esta notícia » 
2
4
6
8
ALINE DINIZ
Siga em: twitter.com/OTEMPOonline
  • Notícia
  • Comentários(2)
  • Compartilhe
  • Mais notícias
A
A
A Guarda Municipal encaminhou para a delegacia, na manhã desta quarta-feira (31), um homem, de 44 anos, que tinha um mandado de prisão por furto em aberto.
O homem estava no Parque Municipal, na avenida dos Andradas, quando foi reconhecido pela vítima, um pedreiro. Segundo o guarda municipal Welisson Fernandes, ele estava realizando patrulhamento na região, quando a vítima lhe relatou que viu o homem que havia roubado sua sacola de ferramentas na rodoviária da capital, no dia 17 de outubro.
 
Os guardas abordaram o homem que negou que conhecia a vítima. Ele alegou que teve um problema com a Justiça, porém já havia cumprido a pena.
 
O pedreiro teria contato aos guardas que o suspeito foi vítima de um golpe. O homem ficou conversando com a vítima e ganhou sua confiança. No momento que ele foi ao banheiro, o suspeito teria fugido com sua bolsa.
 
Ainda de acordo com Fernandes, esse tipo de golpe é comum na rodoviária. “Os criminosos se aproveitam de pessoas mais humildes, ganham sua confiança e efetuam o roubo”, disse.
 
O homem foi encaminhado para a 2º delegacia no bairro Floresta.

Parabéns a todos os formandos da Guarda Municipal de Santa Luzia/MG  em 2012


Guarda Municipal realizará formatura de mais de 50 guardas  no dia 09/11/2012. Novo patrulhamento estará nas ruas a partir do dia 10 de novembro.
O cidadão Luziense estará ganhando um grande apoio  do serviço prestado na cidade,Os novos Guardas municipais estarão iniciando  suas atividades de reforço à segurança dos Luzienses, auxiliando o policiamento já realizado pelos outros órgãos de prevenção e promoção da segurança pública.
O Curso de Formação de Guardas Municipais de Santa Luzia que está sendo realizado neste semestre de 2012 tem por objetivo contribuir com o crescimento e fortalecimento da GM no município, além de promover a inserção de mais 50 GM's masculinos e 4 GM's femininos que incorporaram o quadro desta instituição com a perspectiva de contribuir nos trabalhos realizados pela GMSL, além de oferecer um novo semblante para a corporação que está em fase de reestruturação no sentido de ampliar conhecimentos, técnicas de trabalho, formação profissional de seus integrantes e busca de melhores condições de trabalho que proporcionar ao GM a satisfação em prestar bons serviços à comunidade.
* Parabéns a todos os formandos da Guarda Municipal de Santa Luzia MG