Seguidores

Visitantes ONLINE

quinta-feira, 28 de abril de 2011

É melhor saber e não precisar, do que precisar e não saber!



Fonte: Fórum Brasileiro de Segurança Pública

Por Amadeu Robalinho Dantas da Gama Neto. CORE-PCPE - Recife(PE)



O símbolo da caveira com uma faca cravada no crânio representa a vitória do policial sobre a morte. Este é o brevê do combatente “caveira” o “Operações Especiais”. Um grupo especial de policiais treinados para lidar com situações excepcionalmente perigosas, de alto risco para os operadores ou para terceiros, que utiliza-se de equipamentos e treinamento especializado diferenciando-se dos procedimentos básicos rotineiros da polícia “regular ou convencional”.


O curso de formação é dividido em três fases: A fase rústica, a fase policial e a fase técnica, onde o policial é extremamente cobrado pela parte física, psicológica e acima de tudo intelectual. Algumas das disciplinas do curso de operações especiais: Teoria das Operações Especiais, Socorros de Urgência e Ofidismo, Instrução Tática e Individual, Patrulha Policial, Sobrevivência, topografia e Orientação,Técnicas Verticais, Treinamento Físico Específico, Combate Corpo a Corpo, Armamento e Munição e Técnicas Especiais de Tiro, Inteligência Policial, Comunicações, Direitos Humanos, Operações Químicas, Tiro Policial de Precisão, Informática aplicada a atividade de operações especiais, Salvamento Aquático, Patrulhamento Tático e Abordagem, Combate a Incêndios, Operações Subaquáticas, Gerenciamento de Crises, Ações Táticas Especiais,Técnicas de Negociação, Ações Antibomba e Contrabomba,Segurança de Dignitários, Operações Helitransportadas, Pára-quedismo Operacional, Operações de Choque, Operações com cães dentre outras disciplinas.


O que não resta dúvidas é que o operador utiliza-se de técnicas extremamente letais quando necessário, particularmente em ações, que são dirigidas contra alvos de valor significativo para segurança pública, preferencialmente quando comprometem valores estratégicos. Nas ações caracterizadas geralmente pela surpresa, rapidez e ação vigorosa com que são desenvolvidas em áreas hostis e normalmente sob o controle do inimigo, exigem muita precisão em seu planejamento e execução, pois não há espaço para erros ou dúvidas.


Os homens de preto, geralmente este é o padrão, são capazes de demonstrar a superioridade relativa e destruir, neutralizar ou interditar a propagação do inimigo no cometimento do crime . As ações de Operações especiais avultam de importância diante das limitações da polícia “regular ou convencional”.Os times táticos da polícia, os grupos de operações especiais que incessantemente treinam para situações reais de alto risco, os famosos grupos SWAT ( Special Weapons And Tacticals) ou seja, os grupos especializados de polícia para pronto emprego em casos de alto risco são os "Caveiras"da polícia, que raramente são vistos pela sociedade, em virtude de sua utilização na atividade fim em casos extremos.


Alguns incidentes onde podem ser empregados os meios de Operações Especiais:

Entradas táticas especias, situações em que se faz necessário o tiro de precisão através de um atirador de elite o “Sniper”, situações onde os suspeitos estão barricados, cobertos ou abrigados e representam ameaça iminente, situações de forte ameça pública, alguns casos de proteção de dignatários, controle de disturbios civis, mandados de busca e apreensão de alto risco , ocorrências de reféns com suspeito armado, cerco a narcotraficantes e ações anti-terrorismo, ações com explosivos ou que requeiram amplo conhecimento em gerenciamento de riscos e de crises.


As origens das equipes policiais SWAT na América do Norte podem ser encontradas em 1960 em Los Angeles, quando o Departamento de Polícia de L.A. reconheceu a necessidade de criar uma elite de policiais, uma equipe de resposta rápida e altamente treinada que podia lidar com situações de emergência. A primeira equipe da SWAT foi criada lá em 1967, o conceito espalhou rapidamente por todo o país para outros departamentos da polícia da América do Norte. Hoje, a maioria dos principais departamentos da polícia americana tem uma equipe da SWAT, assim como outras agências de aplicação da Lei, e as forças que não têm uma equipe da SWAT normalmente têm um acordo de cooperação com uma agência de aplicação da lei que faz o serviço de alto risco.


Existe uma diferença conceitual entre Força Especial e Forças de Operações Especiais. Enquanto as primeira caracteriza-se, pela formação e capacitação de células nativas de resistência geralmente militar federal, as Forças de Operações Especiais desenvolvem atividades de choque, conforme a tradição das unidades de comandos, ou a tarefas cujo nível de especialização excede ao das tropas convencionais, mais próximo da realidade policial.


Características do policial “Caveira”: Agressividade controlada, Controle emocional, Disciplina consciente, Espírito de Corpo, Flexibilidade, Honestidade, Iniciativa, Lealdade, Liderança, Perseverança e Versatilidade.

É melhor saber e não precisar, do que precisar e não saber. Ser "Caveira" é antes de tudo um estado de espírito. Caveira! Brasil! Romu!!!!!

Reportagem GCM Ambiental

Reportagem - GCM Ambiental from Best Riders on Vimeo.

IPEA divulga pesquisa sobre confiabilidade policial.






O IPEA realizou em 2010 uma pesquisa que levantou o índice de confiabilidade das instituições policiais perante a população.



Confira o resultado acima.

Guarda Municipal de Tubarão recebe seu "arsenal"

Tubarão - Secretaria de Segurança e Trânsito recebeu 40 pistolas Taurus PT 59, semiautomáticas, 38 mm, além de um lote de spray de pimenta nas versões espuma e aerosol.


A chegada dos equipamentos é mais uma etapa do processo de retorno dos guardas municipais às ruas da cidade. "O próximo passo agora será a conquista do Porte de Arma, junto à Polícia Federal e o registro das armas", explica o secretário de Segurança e Patrimônio, Carlos Eduardo de Bona Portão.

O prefeito Manoel Bertoncini e o vice-prefeito, Felippe Collaço visitaram a secretaria de Segurança e Patrimônio, onde conheceram de perto o armamento, que ficará sob os cuidados da 3ª Cia do 63º Batalhão de Infantaria de Tubarão , Exército de Tubarão.



Além deste lote, a prefeitura aguarda ainda a chegada de duas espingardas calibre 12, coletes à prova de bala e munição. "Somente depois da vinda de todos estes itens é que os guardas voltarão a desenvolver um trabalho efetivo nas ruas da cidade", salienta Portão.

ABCD VAI INTEGRAR CENTRAIS DE VIDEOMONITORAMENTO

Ministro da Justiça deve vir em maio à Região para discutir integração das GCMs; a de Diadema recebeu armas de choque





Além de rádios HT na mesma frequência, as seis GCMs (Guarda Civil Municipal) do ABCD terão as imagens das centrais de videomonitoramento compartilhadas por meio de um software extrator de imagens. O anúncio foi feito nesta terça-feira (26/04) pela secretária nacional de Segurança Pública, Regina Miki, durante a entrega das 25 armas não-letais à guarda de Diadema. O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deve vir à Região em maio para discutir o trabalho de integração das GCMs.





A secretária nacional de Segurança ainda falou que a instalação do software e a ampliação do número de câmeras são as duas frentes do Ministério da Justiça para o videomonitoramento. A ideia é, a partir do programa, condensar e reproduzir as imagens do ABCD em um único local, de modo que cada cidade tenha acesso ao que foi filmado no outro município. A intenção é prevenir e diminuir os crimes nas divisas. “Além de otimizar as câmeras que já existem na Região, o projeto ainda nos ajudará a combater mais facilmente roubo e furto de veículos”, comentou Regina.


O prefeito de Diadema e presidente do Consórcio Intermunicipal, Mário Reali, explicou que a integração da GCM é um desejo antigo do GT (Grupo de Trabalho) de Segurança. “Digamos que o GT tem a visão técnica do projeto, mas ainda temos de consolidar isso durante a visita do ministro”, disse. Por causa do corte de orçamento, Regina informou que as ações integradas serão o grande foco dos convênios da Pasta para este ano. “Teremos de fazer mais com menos, e os consórcios nos ajudam a contemplar mais municípios”, avaliou.


Durante a visita do ministro, que ainda não tem data definida, também será discutida a integração das GCMs com os rádios HT na mesma frequência. A proposta é que cada Guarda tenha cerca de 40 rádios para fazer rondas e se comunicarem entre si. Em Rio Grande da Serra, que não tem uma guarda constituída, os equipamentos serão entregues para as equipes de Defesa Civil. Para a compra dos rádios, o governo federal liberou R$ 750 mil, por meio de um convênio com o Pronasci (Programa Nacional de Segurança com Cidadania), assinado no Consórcio no ano passado.


Armas não-letais – A GCM de Diadema recebeu nesta terça-feira (26/04), do Ministério da Justiça, 25 armas taser (choque elétrico), conforme o ABCD MAIOR adiantou no dia 6 de abril. O município foi o primeiro da Região a receber este tipo de equipamento do governo federal. Agora, a expectativa é que outras cidades do ABCD recebam as pistolas, que serão entregues por meio do Consórcio Intermunicipal. Porém, até o momento, não se sabe a quantidade que será destinada aos sete municípios. A estimativa é que os equipamentos sejam entregues durante os seis meses da Campanha Nacional do Desarmamento que será iniciada em maio.


Com o investimento de R$ 20,3 milhões, o governo federal comprou 5 mil armas não-letais que serão distribuídas no País. Desse total, cerca de R$ 50 mil foram investidos nas pistolas disponibilizadas para Diadema. Apenas os municípios parceiros do Pronasci, que tenham GCM e que apresentem altos índices de criminalidade serão selecionados para receber o armamento. “Também é importante que haja um trabalho integrado com as polícias, que também receberão os equipamentos”, disse Regina.


O secretário de Defesa Social de Diadema, Arquimedes Andrade, comentou que as armas de choque elétrico eram uma discussão que vinha desde a época em que Regina Miki era a secretária da Pasta no município. “Mas é bom esclarecer que, apesar de as armas não-letais protegerem a vida, somente serão usadas na extrema necessidade”, garantiu. Regina ainda esclareceu que existem estudos do Incor (Instituto do Coração) de São Paulo que comprovam que a arma taser não causa a morte de um cardíaco. “O choque não atinge a corrente sanguínea, mas sim os músculos”, explicou.


Os equipamentos de choque elétrico, que imobilizam o agressor, vão reforçar o trabalho dos guardas na Operação Integrada de Fiscalização, que acontece todos os finais de semana em diversos pontos da cidade com a participação de fiscais da Prefeitura, GCMs e polícias Militar e Civil. A iniciativa busca fiscalizar o cumprimento da Lei de Fechamento de Bares. No primeiro trimestre deste ano, a operação registrou 821 ocorrências, sendo 625 de veículos multados, seguido de som alto (61), "pancadões" (ou bailes funks, com 41 ocorrências), veículos apreendidos (40) e bares abertos após 23h (30).


Treinamento - O Ministério da Justiça, além de doar as armas, também dará o treinamento, que será realizado em maio (em data a ser definida), por integrantes da Força Nacional. Além do aspecto não-letal, a tecnologia presente no armamento garante situações de segurança no manuseio e no controle adequado de seu uso pelo agente policial.


Inicialmente, 50 guardas de Diadema receberão o treinamento. Os critérios definidos são, especialmente, os GCMs classificados no concurso interno para Classe Distinta e que tenham habilitação para uso de arma de fogo. “Mas nosso objetivo é que toda a guarda passe pela capacitação”, enfatizou Andrade.

Guarda Municipal sempre pronta para combater a violência

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA


O Presidente do Sindicato dos Guardas Municipais do Estado de Minas Gerais - SINDGUARDAS-MG, CNPJ: 12.003.300/0001-03, no uso de suas atribuições estatutárias e legais, convoca a TODOS OS MEMBROS DA CATEGORIA DOS GUARDAS MUNICIPAIS PERTENCENTES À BASE TERRITORIAL DE TODOS OS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, para no dia 04 de Maio de 2011, reunirem-se em Assembléia Geral Extraordinária a realizar-se no auditório da NCST/MG, sito à avenida Afonso Pena, n° 748, Sala 408 na cidade de Belo Horizonte - MG, às 19:00 horas em primeira convocação, e não atingindo quorum de 50% mais um da categoria, às 19:30 horas, em segunda convocação com qualquer número de presentes, para deliberação da seguinte ordem do dia:

I-Ratificação da Fundação do Sindicato;
II - Reforma do Estatuto Social;
III- Eleição e Posse da nova Diretoria Executiva e Conselho Fiscal;
IV - Filiação à entidades de grau superior.



Belo Horizonte - MG, 07 de Abril de 2011.


Anderson Acássio de Oliveira

Presidente do Sindicato

Ficha Limpa Municipal será mais ampla que legislações similares


A Proposta de Emenda à Lei Orgânica Municipal (PELO) nº 9/2011, que prevê a exigência de ficha limpa para assumir cargos de direção e chefia no Legislativo e no Executivo de Belo Horizonte, será mais ampla que as leis já aprovadas nos âmbitos federal e estadual. A proposta foi discutida em audiência pública no dia 26 de abril, no plenário Amynthas de Barros da Câmara Municipal de Belo Horizonte, onde a Comissão Especial que a analisa recebeu contribuições e sugestões de vereadores e de cerca de 150 pessoas que compareceram ao evento.

“Aqui na Câmara estamos votando uma proposta que envolve o Legislativo e o Executivo e se aplica a todos os cargos de chefia e direção, enquanto no âmbito federal quem já foi condenado ainda pode fazer parte da administração pública”, explicou o vereador Leo Burguês de Castro(PSDB), presidente da Câmara e autor da proposta, que contou com a assinatura de outros treze vereadores.

Burguês de Castro sugeriu, durante a audiência, que a norma valha também para assessores parlamentares e para os servidores atuais que se enquadrem na restrição. “Nosso objetivo é afastar todos os fichas sujas que estejam em cargos de confiança”, disse.

A sociedade civil pode apresentar emendas ao relator da Comissão, vereador Heleno (PHS), até o dia 28 de abril, às 18h, pelo email atendimentocamara@cmbh.mg.gov.br

Heleno acredita que a lei servirá para “garantir o caminho da moralidade no serviço público”. Segundo o relator, já existem seis sugestões de ampliação da proposta, duas delas de sua autoria.

Uma das sugestões que agradou ao relator, apresentadas durante a audiência, foi a proposta de Camila Farias de Siqueira Costa, procuradora da Câmara Municipal de São José da Lapa, sugerindo que conste no texto da lei municipal a íntegra da lei federal. Para ela, essa medida poderá impedir que alterações redutoras na lei federal prejudiquem a amplitude da lei municipal.

O presidente da Comissão Especial de Análise da PELO, vereador Joel Moreira (PTC), propôs que a lei seja estendida aos servidores terceirizados que prestam serviço na Administração Pública Municipal.

Tramitação

A expectativa da Comissão é que a PELO 09/2011 seja votada em 1º turno até o início de maio. “Queremos agilizar o quanto possível o processo de votação para darmos uma resposta rápida à sociedade”, afirmou Moreira. A votação deste tipo de proposição é feita em dois turnos e a promulgação da lei é feita pelo próprio Legislativo, sem necessidade de sanção do prefeito.

Conheça a lei da Ficha Limpa Federal (Lei Complementar 135/2010).

Estiveram presentes à audiência os vereadores Autair Gomes (PSC), Márcio Almeida (PRP), Paulinho Motorista (PSL), Adriano Ventura (PT), Daniel Nepomuceno (PSB), Geraldo Félix (PMDB), Neusinha Santos (PT), Sergio Fernando (PHS), João Bosco Rodrigues (PT) e Toninho Pinheiro da Vila Pinho (PTdoB). Também compareceram o promotor de justiça Edson Rezende de Castro; o presidente da OAB-MG, Luis Claudio Chaves; o vice-presidente da CDL-BH, Marcelo de Souza e Silva; Maurício Noronha, respresentando o secretário de Estado de Gestão, Ciência e Tecnologia, além de representantes de entidades e grupos da sociedade civil organizada.

Fonte: www.cmbh.mg.gov.br

terça-feira, 26 de abril de 2011

ALERTA GERAL. URGENTE.

Dez homens armados incendeiam ônibus em Contagem RETALIAÇÃO PCC
Dez homens armados incendeiam ônibus em Contagem Polícia suspeita que ordem para o atentado tenha partido de detentos da Nelson Hungria Nivia Machado - Repórter - 26/04/2011 - 18:36. Última Atualização: 19:37 A volta para a casa dos moradores do Bairro Nova Contagem foi assustadora. Dez homens armados com facas, pedras e pedaços de pau invadiram o ônibus da linha Ipê Amarelo, na tarde desta terça-feira (26), e renderam o motorista, o trocador e os passageiros. Logo em seguida, o grupo ateou fogo no veículo. Segundo relatos da Polícia Militar, ninguém sofreu agressões físicas. Existe a suspeita de que os homens têm contato com os detentos da Penitenciária Nelson Hungria e que uma ordem vinda de lá provocou o atentado que ocorreu em Contagem, na Grande BH. A PM alega que os detentos andam insatisfeitos com a entrada de um novo diretor, considerado severo pelos presos. O Corpo de Bombeiros esteve no local e controlou o fogo. Durante a noite, a polícia prendeu três suspeitos que estavam com líquido inflamável. Os suspeitos fugiram a pé e ainda não foram identificados. Os militares fazem buscas na região em busca dos autores do crime.

Fonte:  http://hojeemdia.com.br/cmlink/hoje-em-dia/minas/dez-homens-armados-incendeiam-onibus-em-contagem-1.271213

-
-
-

PESSOAL,
ESTAMOS EM ESTADO DE ALERTA, NOSSO PESSOAL DEVE FICAR ATENTO, ANDAR EM GRUPOS E EVITAR LOCAIS DE VUNERABILIDADE, VAMOS AVISAR A TODOS SOBRE O QUE ESTÁ SE PASSANDO NESTE DIA DE HOJE, NESTE TURBULENTO DIA, INCLUSIVE, QUERO DIZER A VOCÊS QUE EXISTE UMA SUPOSTA AMEAÇA DE REBELIÃO NO FIM DE SEMANA, LEMBRANDO QUE JÁ FAZ ANOS QUE ISTO NÃO ACONTECE, TEMOS QUE ESTAR ATENTO PARA QUE NÃO OCORRA UM EFEITO DOMINÓ, ELES PROMETERAM RETALIAR POR CAUSA DAS AÇÕES QUE ESTÃO IMPEDINDO ELES DE CONTINUAREM COM SEUS CRIMES. TEMOS QUE ESTAR ATENTOS PESSOAL. VAMOS MANTER CONTATO POR ESTE BLOG, POR EMAILS, TELEFONES E TODO O MEIO DE COMUNICAÇÃO QUE TIVERMOS. TEMOS QUE ESTAR ATENTOS ATÉ QUE TERMINE ESTA IMINÊNCIA DE AMEAÇAS.






































A COISA ESTÁ COMPLICADA PESSOAL. TEMOS QUE EXPOR NOSSO PONTO DE VISTA PARA A MÍDIA E PARA OS ÓRGÃOS DE DIREITOS HUMANOS. AFINAL DE CONTAS, OS AGENTES FIZERAM A MISSÃO ÁRDUA DE PROTEGER A SOCIEDADE NO ESTRITO CUMPRIMENTO DO DEVER LEGAL, PORÉM PESSOAS DE MÁ ÍNDOLE QUEREM EMBARAÇAR O SERVIÇO E CRIAR SITUAÇÕES QUE PODEM VIR A TRAZER UM REFLEXO NEGATIVO ALÉM DE AÇÕES CRIMINOSAS QUE NÃO OCORRIAM A BASTANTE TEMPO. A ULTIMA VEZ QUE ESTES ATENTADOS OCORRERAM FOI EM 2009.


VAMOS TRAZER A IMPRENSA PARA O NOSSO LADO EXPONDO NOSSO PONTO DE VISTA


VEJAM MAIS SOBRE ESTE FATO CLICANDO AQUI:
http://henriquecorleonemg.blogspot.com/p/alerta-geral.html

Deputado Abelardo Lupion chama as Guardas Municipais de despreparadas em entrevista a Globo News

Enquanto o Deputado Alessandro Molon opinava sobre as mortes recentes no país causadas pelas armas de fogo, o Deputado Abelardo Lupion falava que as Guardas Municipais eram despreparadas, assistam a entrevista completa.
E para aqueles que desejam mandar um recado para este deputado acessem: http://www.abelardolupion.com.br/index.php?pag=contato



http://g1.globo.com/videos/globo-news/espaco-aberto-alexandre-garcia/v/espaco-aberto-debate-o-estatuto-do-desarmamento/1490314/#/Todos os vídeos/page/1



Pseudo conhecedores.Críticos exacerbados, que não percebem ingênrencia política, lobistas,oportunistas de tragédias sociais,demagogos com soluções pragmáticas. São nossos políticos.

Estudante de 23 anos é baleado por policial e PM de Minas Gerais diz que tiro foi acidental


- Um rapaz de 23 anos foi atingido por disparos feitos por um policial militar em Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Marcel Ferreira dos Santos pilotava a moto e estava com o irmão na garupa. Em outra moto, logo atrás, estavam os pais. A família ia comprar refrigerantes para o almoço da sexta-feira Santa.


Marcel Ferreira dos Santos foi ferido nos dois braços. O irmão dele, Renan, afirmou que o policial militar sequer desceu da viatura. Conta que ouviu a sirene e quando olhou para o lado já viu uma arma preta e a bala saindo.


Renan afirma que o policial não disse nada antes de atirar, apenas mandou que ficasse quieto quando perguntou o que estava acontecendo.


- É um bom filho, um menino trabalhador. Vai do trabalho para a faculdade, da faculdade para casa - diz a mãe, a farmacêutica Maria do Amparo Souza.


A Polícia Militar diz que o tiro foi acidental.

Oficial da PM diz que o policial visava uma ação preventiva e que não existe um padrão nas técnicas de abordagem

- Visando o trabalho preventivo ele foi realizar a abordagem. No momento em que sacou a arma, ocorreu o disparo acidental - diz o capitão Davi Brito Júnior.

http://g1.globo.com/minas-gerais/noticia/2011/04/homem-vai-comprar-refrigerante-e-leva-dois-tiros-da-pm-diz-familia.html

Bandeira branca: Guarda Municipal de Varginha e PM terão reunião com o Ministério Público



A Guarda Municipal foi criada, por lei, em 1992, pelo então vereador Dr. Mauro Eugênio do Prado. Mas não saiu do papel.


Desde que foi efetivamente criada na prática pelo ex-prefeito Mauro Teixeira (PT) em 2001, a pedido do então vereador Dimas Fabiano (PP), a Guarda Municipal vive altos e baixos. Os altos, pelo apoio que dá na segurança pública. Os baixos, por conta de desentendimentos com a Polícia Militar.

Não que a culpa seja da GM ou PM.

Mas as confusões recentes ocorreram sempre entre as duas corporações.

Mas o caso agora é sobre o episódio na Praça da Fonte, em que agentes da GM foram atacados com garrafadas e pedras.

O diretor da Guarda, Guilherme Ramos Maia se reuniu com o comandante da PM, tenente-coronel Milton de Oliveira Costa. Durante mais de hora falaram sobre a tensão entre as duas corporações -que aumentou, com as notas oficiais que cada instituição divulgou para a imprensa (veja aqui a da PM e, aqui, a da GM).

O desgaste para a GM foi tamanho que alguns agentes desabafaram. “Dá vontade de parar e ver a falta que os guardas municipais vão fazer”, disse um GM. O diretor da Guarda, Guilherme discorda. “Não existe nada disso, realmente os agentes estão chateados e com razão, pelo ocorrido, mas não podemos ter a irresponsabilidade de tirar o patrulhamento preventivo das ruas”, afirmou.

Alguns agentes da GM pedem armamento. O próprio diretor discorda. “Pedimos equipamentos não letais, como teasers [armas que dão choque no oponente] e bombas de efeito moral. Mas armar a Guarda Municipal é uma questão que precisa ser repensada, há uma recomendação do próprio Ministério da Justiça para que isso não ocorra”, diz. Os agentes já passaram por um treinamento para utilizar o equipamento de choque.

No primeiro encontro entre os comandantes das duas corporações foi acertado uma mediação com o Ministério Público. Junto com o promotor responsável pela área de segurança na cidade, serão buscadas saídas para alguns pontos.

Por exemplo: a Guarda Municipal pode conduzir pessoas detidas para a delegacia? Pode utilizar arma? E uma questão que parece piada, se o assunto não fosse sério: a GM realiza policiamento ou patrulhamento? Parece bobagem, mas tem gente preocupada com isso.

O que se espera é que, depois da reunião com o Ministério Público, GM e PM voltem a agir em conjunto. Como, aliás, já aconteceu neste domingo, quando houve policiamento (ou patrulhamento, como o leitor preferir) conjunto das duas corporações. E nenhum incidente.

Publicado em http://www.blogdomadeira.com.br/policia-seguranca/bandeira-branca-guarda-municipal-e-pm-terao-reuniao-com-o-ministerio-publico/comment-page-1/#comment-133667

GUARDA MUNICIPAL DE VARGINHA REALIZA SEGURANÇA TOTAL NA ÁREA CENTRAL


Depois do episódio ocorrido no último domingo(17), onde alguns Guardas foram apedrejados na praça central,neste domingo(25) a historia foi diferente; aproximadamente 30 Guardas Municipais fizeram o policiamento preventivo em toda extensão da praça, realizando abordagem em indivíduos suspeitos. Os resultados deste policiamento preventivo foi o seguinte:
1- Encontraram um facão com um menor que, segundo informações, iria acertar contas com outros indivíduos.

2- Outro menor abordado, estava na companhia do primeiro e já possuía diversas passagens pela polícia.Dentre elas, assaltos a mão armada (assaltou um posto de gasolina com uma arma de fogo),tentativa de homicídio ( deu vários golpes de faca nas costa de uma mulher, que ficou internada alguns dias em estado gravíssimo no CTI.

3- Os GMs também abordaram e conduziram até a Delegacia de Polícia Civil, um rapaz que estava com um cigarro de maconha. Os guardas evitaram que dois vândalos destruíssem as lixeiras que ficam nos postes .

Segundo os sub inspetores que estavam coordenando o policiamento preventivo na praça, este trabalho acontecerá todos domingos, com a participação de vários agentes,para que a população possa desfrutar de momentos de lazer, com total segurança.

Tomamos conhecimento também que, além do pessoal que estava escalado para trabalhar neste domingo, outros GMs que estavam de folga ,foram dar apoio aos colegas, trabalhando como voluntários, demonstrando assim a união e o companheirismo que existe na corporação.

O repórter do blog esteve na praça central acompanhando o trabalho dos Gm , das 21:00 até a meia noite, aprendendo com eles ,registrando ocorrências, e constatando os diversos serviços que eles prestam à sociedade varginhense. A partir de hoje , colocaremos aqui no blog as funções de um GM, para que possamos distinguir e valorizar seu trabalho.

Quer saber mais sobre o que a Guarda Municipal pode ou não fazer?

Envie sua pergunta para alexchereze@yahoo.com.br que iremos responder, com imenso prazer.

publicado em http://www.alexchereze.com.br/seguranca/blog-esta-sendo-atualizado-neste-momento/#comment-16575

domingo, 24 de abril de 2011

Programa Ulisses de Busca a Pessoas Desaparecidas GUARDA MUNICIPAL

Utilidade Pública



Projeto da Guarda Municipal percorre as escolas de Feira de Santana

PM bate o carro, discute e atira duas vezes em juiz de direito


PM bate o carro, discute e atira duas vezes em juiz de direito 22 de abril de 2011

TV Alterosa

Reprodução TVA



Vidro quebrado e marcas no chão. Na manhã desta sexta-feira, 22, ainda havia vestígios do que aconteceu durante a madrugada. Os vizinhos foram acordados com gritos e barulho de tiros. Em Juiz de Fora, um policial militar bateu o carro, discutiu e ainda atirou duas vezes em um juiz de direito. Os dois foram para o hospital.

O juiz de direito é da comarca de Ponte Nova. Segundo testemunhas, ele seguia no carro, com a namorada. Na contramão, seguia um outro carro, que arrancou o retrovisor dele, bateu em um outro veículo e só parou quando bateu em uma árvore. O cabo da polícia militar, que dirigia o carro, teria descido e começado a discutir. Foi quando teria sacado uma arma e disparado três tiros contra o juiz. Os dois atingiram a perna dele.

O juiz foi levado para hospital da cidade. Pela manhã, passou por uma cirurgia para retirada das balas. Ele pode ter que operar o pé, mas não corre risco de vida.

O PM, que também se machucou, ficou em observação. Ele não passou pelo teste do bafômetro, mas a polícia militar afirma que o homem não estava alterado.

O caso vai ser tratado na esfera civil, por um delegado. Mas a PM deve abrir uma sindicância para investigação.


http://www.alterosa.com.br/html/noticia_interna,id_sessao=9&id_noticia=53269/noticia_interna.shtml

Guarda Civil Municipal: Uma identidade a ser resgatada



Autor: Pedro Ivo Bueno (GCM BUENO)
O contexto atual da Guarda Municipal de Belo Horizonte é de crise, mas não estou falando da crise institucional, provocada sobretudo por denúncias de grampos, nepotismo, má utilização do dinheiro público e tantas outras irregularidades ocorridas na administração, que vieram à tona contribuindo de forma generalizada para uma outra crise, a crise moral; mas ainda não é sobre esta de que se trata este artigo.

Na atual conjuntura, podemos perceber, algumas vezes de maneira explicita, e outras de forma bem subjetiva, que a Guarda passa também, talvez por uma das piores crises, que seria a de identidade. Essa crise exerce uma influência direta no comportamento dos operadores frente às outras crises, uma vez que é esta identidade que vai fundamentar os princípios que deveriam nortear tanto a instituição, quanto os próprios guardas.

Ao repensar e remontar a história da Guarda Civil somos remetidos à um passado que reflete de maneira sistemática no presente da segurança pública. Esse passado envolve a extinção de uma entidade civil (Guarda Civil), que se deu por questões políticas em um governo centralizador de doutrina militar, que embora tenha exercido forte domínio nos meios de comunicação, coibindo e censurando qualquer outra política considerada incompatível, ainda foi capaz de impôr uma incontestável sensação de prosperidade, operando uma política simbolizada pela emblemática frase; “Brasil: Ame-o ou deixe-o”. Contudo, ao final deste período conturbado, deu-se início providencial, de uma forma lenta, gradual e irrestrita uma abertura a novas políticas; salvaguardando os ditadores e anistiando civis sem poderes democraticamente constituídos.Nestes mesmos moldes, podemos dizer que nossa Guarda Civil foi "anistiada" através do texto contitucional (art.144 §8°), prevendo a criação de Guardas Civis Municipais, porém, em outra esfera federativa, com atribuições limitadas e sem a devida regulamentação. Sendo assim, entendo que não alcançamos a democracia plena, mesmo com a Constituição de 1988, agindo o legislador de forma comedida, não atribuindo poderes legítimos de defesa a força civil armada dos municípios, ente federativo indepedente e responsável, segundo a própria Carta Magna, pelos serviços essenciais como a segurança pública (certame que poderemos minuciar em outro artigo).De volta à nossa atual conjuntura, não compactuo com a idéia de que um corpo civil deve ser militarizado para que tenhamos hieraquia e disciplina, militares têm suas características que devem ser cultivadas na defesa da pátria em risco eminente, remontando as grandes batalhas medievais ou mesmo contemporâneas, mas um cidadão brasileiro, vivendo em um Estado democrático de direito, em um país emergente, se dignifica com um trato civil em meio ambiente urbano, não sendo assistido como contraventores de guerra. Nossa atual crise de identidade não poderia ser menos latente, tendo em vista um corpo comandado por oficiais reservistas da força militar estadual PMMG, onde grande parte do efetivo é composto também por homens oriundos das forças armadas, cuja maioria exerce cargos de intermediária chefia, estimulados ao natural cultivo da ordem unida, regimentos, nomenclaturas e continências, típico da caserna, algo admirado pelo sincronismo e enraizado pela doutrina, diariamente enfatizada por estes.Todavia, essencialmente prejudicial ao nosso corpo de Guarda Civil, que tem como gênero de seguimento polícias eminentemente civis como NYPD, LAPD, SCOTLAND YARD, tendências mundias de "polícias disciplinadas" na defesa de cidades cosmopolitanas ultra civilizadas como New York, Los Angeles e Londres que, tem como filosofia a crença de que "o povo é a polícia e a polícia é povo, a polícia nada mais é do que aqueles pagos e uniformizados para fazer aquilo que é dever de todos nós¹".

O passado de polícia cidadã se torna evidente quando somos abordados por senhores e senhoras que demonstram reviver a agradável nostalgia de rever a dupla de Cosme e Damião trajando seus distintos uniformes em azul marinho, relembrando a antiga Corporação, mas por observar e perceber traços do militarismo se perdem na lembrança da saudosa Guarda Civil.

A Guarda Municipal é o ressurgimento da Guarda Civil, em outros moldes, em outro contexto social e de segurança, cabendo a todos nós, operadores da segurança pública e sociedade organizada, promovermos o resgate de uma identidade que não pode jamais ser perdida no tempo.

¹ Sir Robert Peel 1828, pai do policiamento moderno.

Colaboração: Renata de Queiroz

Guarda de Curitiba prende 30 e desmobiliza encontro nacional de pichadores



A Guarda Municipal e a Polícia Militar prenderam 30
pessoas neste sábado (16), que estavam fazendo
pichações. Segundo foi apurado junto aos detidos,
eles estariam participando de um encontro nacional de
pichadores, que teria sido combinado pela internet
para acontecer em Curitiba no fim de semana. Dois
dos presos são de São Paulo. Os detidos disseram
que haveria na cidade mais pichadores de fora, de
São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.
A ação da Guarda começou com uma denúncia pelo
telefone 153, de que estava ocorrendo pichação na
região da Catedral, no Centro de Curitiba. Com o apoio
do monitoramento por câmeras da Central da Praça Osório,
equipes da Guarda e da Polícia Militar iniciaram a ação,
que resultou na prisão de 30 pichadores.
Vinte dos detidos são menores e foram encaminhados à
Delegacia do Adolescente. Eles seriam liberados com a
presença de um responsável e pagamento uma multa
administrativa de R$ 714,20.
Na próxima semana, os jovens serão chamados para
responder um processo junto à Vara da Infância, na
presença do Ministério Público, podendo receber uma
punição sócio-educacional.
Os adultos detidos foram levados para a Delegacia do
Meio Ambiente. Eles vão responder pelo crime de pichação,
previsto no artigo 65 da Lei de Crimes Ambientais. Eles
também vão receber uma multa administrativa de R$ 714,20.
Além destas punições, os envolvidos não poderão participar
de concurso público municipal pelo período de dois anos.
Com o alerta de ocorrência do encontro nacional, a
Guarda Municipal montou um esquema especial,
reforçando a fiscalização nas ruas, para prender outros
pichadores que possam agir neste fim de semana.

GUARDA CIVIL RECEBE TREINAMENTO DO BOPE

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Entrevista com o chefe de polícia de Los Angeles William Bratton

GCM DE INDAIATUBA PRENDE TRAFICANTES E DA RESPOSTA A SOCIEDADE

MENOR APREENDIDO PELA GCM DE GOIÂNIA GPC

SUSPEITO PRESO PELA GCM DE COTIA ROMU

GCM de São Paulo prende criminosos que invadiram subprefeitura para roubar caixa-eletrônico


Três bandidos acabaram presos na zona leste de SP; dois carros foram apreendidos

Três bandidos foram presos depois que uma quadrilha invadiu a sede da subprefeitura de São Miguel Paulista, na zona leste de São Paulo, para furtar o caixa eletrônico no interior da repartição. O roubo ocorreu na madrugada desta terça-feira (19). Dois veículos foram apreendidos, entre eles um furgão.

Segundo a GCM (Guarda Civil Metropolitana), o vigia da subprefeitura, ao ver o prédio sendo invadido, conseguiu se esconder e ligar para os agentes municipais. Eram cerca de 15 homens em seis veículos. No momento em que a primeira viatura da GCM chegou ao local, a maior parte fugia em quatro dos seis carros.

O caixa eletrônico foi recuperado já dentro do furgão. O grupo já tinha iniciado o processo de retirada do segundo caixa. Dois criminosos foram detidos no local. Com eles, foram apreendidos maçarico e outros equipamentos utilizados no crime.

Um terceiro foi dominado pelos guardas após se envolver em um acidente na avenida Jacu-Pêssego, onde dois ocupantes que estavam dentro do mesmo carro conseguiram escapar. O trio foi encaminhado ao 63º DP (Distrito Policial), da Vila Jacuí.

fonte: r7.com rame>

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Relembrando as lutas: II marcha Azul Marinho em 2010



A II Marcha azul Marinho – II Seminário GUARDAS MUNICIPAIS E SEGURANÇA PÚBLICA, aconteceu em maio de 2010 e Minas Gerais foi bem representada pelas Guardas de Contagem, Belo Horizonte, Ribeirão das Neves, Mariana, Lagoa da Prata, Betim, Ouro Preto, Nova Lima, que puderam trocar experiências com Guardas de todos os Estados brasileiros.
Nesta comitiva caminharam juntamante, pela aprovação da PEC 534, as entidades de classe ASGUM/RMBH e SINDGUARDAS/MG que participaram da caravana organizada pelo GCM Bueno.




Recebidos pelo Deputado Lincoln Portela, que se pronunciou em plenária em defesa da PEC 534, destacando que a sociedade brasileira merece o novo modelo de Polícia pontecializado pelas Guardas Municipais.

Deputados defenderam, em seminário na Câmara, a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 534/02, que amplia as competências das guardas municipais. O presidente da Comissão de Legislação Participativa, deputado Paulo Pimenta (PT-RS), afirmou que encaminhará requerimento para o presidente da Câmara, Michel Temer, colocar a PEC em votação. A proposta, que tramita na Câmara desde 2002, foi aprovada em comissão especial e ainda precisa ser votada pelo Plenário.
De autoria do Senado, essa PEC autoriza as guardas municipais a atuar na proteção dos habitantes. Atualmente, a instituição pode atuar somente na proteção de bens, serviços e instalações municipais.
\"Já que houve um acordo da PEC 300, precisamos fazer pressão também para nossa PEC\", disse o relator, deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), muito aplaudido pelos guardas municipais que acompanharam o seminário. O deputado disse que basta dar poder de polícia para que a guarda municipal seja a polícia comunitária, \"que vai salvar a segurança pública do País\".

O 4º secretário da Câmara, deputado Nelson Marquezelli (PTB-SP), afirmou que os candidatos a Presidência da República precisam entender que 70% dos problemas de segurança nacional serão solucionados com a autonomia das guardas municipais. \"A reivindicação não é da classe, mas da população dos municípios, que sente a possibilidade de ter segurança com a guarda municipal\", afirmou Marquezelli.
Para o presidente da organização não-governamental Segurança "SOS Pela Vida" e guarda metropolitano de São Paulo, Maurício Naval, a aprovação do projeto vai atestar que é possível ter segurança com guardas municipais. "Não é possível que, com a violência atual, os parlamentares não vejam a necessidade de aprovação da PEC".
.
O evento foi organizado pelo CD Naval e reuniu várias guardas do Brasil com o objetivo principal chamar a atenção da sociedade brasileira e dos parlamentares afim de aprovarem a PEC 534/02, além da Mídia em geral, para um novo modelo de POLÍCIA MUNICIPAL, pautados na proteção do ser humano, através da prevenção e investimento social.
Após a concentração e mobilização enfrente ao Congresso Nacional, foi realizado o Segundo Seminário Nacional de Guardas Municipais e a Segurança Pública, com o tema "VIOLÊNCIA REQUER PREVENÇÃO! GUARDAS MUNICIPAIS JÁ!"

UM ANO!!!


sexta-feira, 15 de abril de 2011

Relembrando as lutas pela GCM Contagem

Há cerca de um ano atrás a Prefeitura de Contagem queria revogar a lei de criação da Guarda, o que significaria a perda de status de Secretaria junto à CIDS (Centro Integrado de Defesa Social), não reconhecendo os relevantes serviços prestados pela GM de Contagem, tampouco se importando em equipar
e estruturar a corporação municipal. Agindo a favor dos interesses
da categoria a liderança GCM Bueno mobilizou todos profissionais da Guarda de Contagem e tomou frente às negociações
para que não se concretizasse a revogação de tal lei, sob falsa premissa de inconstitucionalidade na lei de criação, suprimindo importantes conquistas já pacificadas por lei.


Servidores na casa de cultura de Contagem seguiram para Câmara Municipal



Assista o vídeo da mobilização promovida na GCM de Contagem:

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Motorista de 71 anos com suspeita de embriaguez é flagrado no centro de BH

Quinta-feira, 14 de abril de 2011 Reprodução TVA Um motorista aparentemente embriagado foi parado na manhã desta quinta-feira, 14, pela Guarda Municipal do centro de Belo Horizonte. O senhor, de 71 anos, mal conseguia se manter em pé. Escorado no carro, ele foi conduzido pelos guardas municipais até uma cadeira colocada na calçada. Segundo testemunhas, ele dirigia em zigue-zague pela rua Curitiba, no centro da capital. Clique e veja as imagens Quando perguntado se havia bebido, o senhor negou. Mas depois assumiu que bebeu de tudo. Um trabalhador da loja em frente tentou ajudar, mas o senhor não aceitou. Ele tentou abrir a porta do passageiro e quase caiu no chão. A polícia militar foi chamada e conferiu a documentação do carro e do motorista, que, finalmente, sentou no banco traseiro. Ele foi conduzido ao Detran. ACOMPANHE O VIDEO DA REPORTAGEM PELO LINK : http://www.alterosa.com.br/html/noticia_interna,id_sessao=9&id_noticia=52787/noticia_interna.shtml

Guarda Municipal realiza blitz em Belo Horizonte

VEJA A MATÉRIA COMPLETA ACESSANDO O LINK : Blitz em Belo Horizonte fiscaliza desrespeito à lei seca...

DESABAFO DE UM REPORTER!!!

terça-feira, 12 de abril de 2011


Em vídeos, atirador fala de razões para ataque a escola no Rio

Mensagem foi gravada em dois arquivos de vídeo.
Ele culpa pessoas que chama de 'covardes' pelo ato que cometeu.

Do G1, com informações do Jornal Nacional
Em dois vídeos gravados antes deassassinar 12 crianças em uma escolade Realengo, no Rio de Janeiro, Wellington Menezes de Oliveira fala sobre as razões para atacar os estudantes. As imagens teriam sido feitas supostamente dois dias antes do massacre.
O Jornal Nacional teve acesso à mensagem deixada pelo atirador, que foi gravada em dois arquivos de vídeo. Ele aparece sem barba, na frente do que parece ser um muro.
Nas imagens, Wellington tem a mesma fisionomia e está no mesmo local de uma foto usada em um perfil atribuído a ele no site de relacionamentos Orkut. Aparentemente, o próprio rapaz gravou o vídeo.
Wellington fala de maneira confusa sobre os supostos motivos do crime e culpa pessoas que chama de "covardes" pelo ato que cometeu.
"A luta pela qual muitos irmãos no passado morreram, e eu morrerei, não é exclusivamente pelo que é conhecido como bullying. A nossa luta é contra pessoas cruéis, covardes, que se aproveitam da bondade, da inocência, da fraqueza de pessoas incapazes de se defenderem”, afirma.
Na segunda parte do vídeo, o assassino dá detalhes do longo planejamento da ação e diz porque tirou a barba de forma premeditada.
"Os irmãos observaram que eu raspei a barba. Foi necessário, porque eu já estava planejando ir ao local para estudar, ver uma forma de infiltração. Eu já tinha ido antes, há muitos meses. Eu fui. Eu ainda não usava barba. Eu fui para dar uma analisada”, diz.
O atirador também diz que esteve na escola dois dias antes do massacre. “Hoje, é segunda, terça-feira, aliás. Eu fui ontem, segunda. Hoje é terça-feira, dia 5. E essa foi uma tática para não despertar atenção. Apesar de eu ser sozinho, não ter uma família praticamente... eu vivo sozinho, não tenho pessoas a dar satisfação. Mas, como eu precisava ir ao local e interagir com pessoas, para não chamar atenção, eu decidi raspar a barba”, afirma.
O Instituto Médico Legal divulgou, nesta terça-feira (12), o laudo cadavérico de Wellington Menezes de Oliveira. Segundo o documento, o assassino sofreu lesões no crânio provocadas por um tiro na têmpora direita, o que comprova que ele se suicidou.

Guarda Ambiental de São Bernardo recebe novos veículos e embarcações


A Guarda Ambiental de São Bernardo do Campo ganhou na tarde desta segunda-feira (11/4) um grande reforço no combate aos crimes ambientais: dois novos veículos, um Jeep Troller e uma Pickup S-10; e quatro embarcações, dois botes e dois jet-skis. A entrega foi feita pelo prefeito e pelo secretário de Segurança Urbana. Os equipamentos tiveram investimento de cerca de R$ 380 mil do Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania (Pronasci), do Governo Federal.



São Bernardo do Campo possui, além de 53,7% de seu território como de proteção aos mananciais, 70% do total da área da Represa Billings, daí a necessidade de equipamentos como embarcações e carros especiais - que percorram com facilidade trilhas de terra - para prevenir crimes ambientais. Com os novos equipamentos, houve uma ampliação de 32% da frota da Guarda Ambiental.



O chefe do Executivo ressaltou que a entrega tem como objetivo melhorar ainda mais o serviço prestado pela Guarda Ambiental, que atua prioritariamente nas regiões do Riacho Grande e Pós Balsa. "Acredito que a nossa guarda é a mais bem equipada do Brasil. Os novos equipamentos qualificam ainda mais o trabalho já desenvolvido em São Bernardo".


Além dos novos veículos, a Guarda Ambiental, parte da Guarda Civil Municipal (GCM) da cidade, conta com 60 guardas, dois barcos e 17 veículos. Sua base (localizada na Praça Luiz Gianoto, s/n – Riacho Grande) foi inaugurada em março de 2009 pelo prefeito como parte da reestruturação da força.


De acordo com o secretário de Segurança Urbana, os novos veículos estão equipados para fiscalizar todos os tipos de terreno. O Jeep Troller conta com caixa de ferramentas, equipamento para manejo e gaiola apropriada para transporte de animais, GPS, e guincho para até cinco toneladas; a S-10 conta com guincho para quatro toneladas, GPS, macaco hi-lift e cambão de reboque; por último os botes contam com prancha de resgate e GPS/Sonar.


Para o inspetor da Guarda Ambiental, os equipamentos auxiliam muito no trabalho de prevenção desenvolvido pela Guarda. "São veículos com tração nas quatro rodas e equipados para as mais diversas situações que encontramos nas áreas de manancial. Já as embarcações, além de auxiliar no patrulhamento desenvolvido na Billings, serão determinantes no trabalho de guarda-vidas dos banhistas no Riacho Grande".


Homenagem: Na oportunidade, o prefeito de São Bernardo do Campo, o secretário de Segurança Urbana e o Comandante da Guarda Civil Municipal, descerraram a placa da Sala de Reuniões da Sede da Guarda Civil, que presta homenagem ao GCM de 1º Classe José Mauro Santos do Nascimento, morto na última quarta-feira (6/4) enquanto saía de sua residência com destino ao trabalho.

BARUERI VALORIZA SUA POPULAÇÃO NO CAMPO DA SEGURANÇA

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA SINDICATO DOS GUARDAS MUNICIPAIS DO ESTADO DE MINAS GERAIS - SINDGUARDAS/MG

O Presidente do Sindicato dos Guardas Municipais do Estado de Minas Gerais - SINDGUARDAS-MG, CNPJ: 12.003.300/0001-03, no uso de suas atribuições estatutárias e legais, convoca a TODOS OS MEMBROS DA CATEGORIA DOS GUARDAS MUNICIPAIS PERTENCENTES À BASE TERRITORIAL DE TODOS OS MUNICÍPIOS DO ESTADO DE MINAS GERAIS, para no dia 04 de Maio de 2011, reunirem-se em Assembléia Geral Extraordinária a realizar-se no auditório da NCST/MG, sito à avenida Afonso Pena, n° 748, Sala 408 na cidade de Belo Horizonte - MG, às 19:00 horas em primeira convocação, e não atingindo quorum de 50% mais um da categoria, às 19:30 horas, em segunda convocação com qualquer número de presentes, para deliberação da seguinte ordem do dia: I-Ratificação da Fundação do Sindicato; II - Reforma do Estatuto Social; III- Eleição e Posse da nova Diretoria Executiva e Conselho Fiscal; IV - Filiação à entidades de grau superior. Belo Horizonte - MG, 07 de Abril de 2011. Anderson Acássio de Oliveira Presidente do Sindicato

quarta-feira, 6 de abril de 2011

MULHER CORAJOSA PRESENCIA POLICIAIS MATANDO HOMEM NO CEMITÉRIO E DENUNCIA

Militar persegue viatura da guarda civil provoca os GCMs e acaba sendo agredido, envolvidos vão responder pelo excesso!





PM é preso por GCMs e mídia (Datena) inverte o caso. Ninguém quer fazer apologia ao que é errado, o GCM que efetuou o tapa deve ser responsabilizado, mas tripudiar em cima da matéria é demais.
Percebe-se que ainda sim o apresentador evitou generalizar devido ao fato de ter sofrido vários processos por parte guardas que se sentem ofendidos pelo ancora.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

MOVIMENTO NACIONAL PELA REGULAMENTAÇAO DAS GUARDAS MUNICIPAIS‏


Clique na imagem para ampliá-la



O MOVIMENTO NACIONAL PELA REGULAMENTAÇÃO DAS GUARDAS MUNICIPAIS nasceu da mobilização de entidades representativas da categoria que pretendem qualificar o debate sobre algo tão importante para os profissionais de segurança publica municipal, bem como para a sociedade brasileira. O Blog do GCM Bueno apoia esta iniciativa!!! Acesse o link: http://movimentonacionalregulamentacaodasgms.blogspot.com/

Ministério Público critica meta de abordagens na PM

31 mar 2011Em: Polícia Militar Autor: Danillo Ferreira Algumas polícias do Brasil adotaram a prática de impor a seus policiais a quantidade de buscas pessoais que devem realizar durante o turno de serviço. A ideia é que quanto mais abordagens são realizadas em pessoas a pé ou em veículos (ônibus, motocicletas ou carros), mais intimidação há para aqueles que se dispõe a cometer crimes. Tal iniciativa é controversa, primeiro porque trata-se de uma meta direcionada aos meios, e não aos fins – perdendo, assim, a característica de “meta”. Uma meta válida na área de segurança pública é aquela que busca medir diretamente os resultados do policiamento, e não os meios através dos quais ele está sendo executado. A princípio, não há garantia de que abordagens reduzirão o número de homicídios ou roubo a veículos, por exemplo. Se a meta não está ligada diretamente a esses objetivos, reduzir a quantidade desses crimes, perde sua razão de ser. O segundo ponto é que a busca pessoal só pode ser realizada, de acordo com o Código de Processo Penal, quando houver fundada suspeita. Como, então, garantir que um policial encontrará determinado número de “fundadas suspeitas” num turno de serviço? Este foi o questionamento feito pelo Ministério Público do Ceará à PMCE: MP critica meta de abordagem policial imposta por major O Ministério Público Estadual enviou, nesta quarta-feira (30), ao comandante-geral da Polícia Militar do Ceará uma recomendação que se insurge contra a ordem de um major da Instituição, que determinou aos seus comandados a realização de 25 abordagens diárias, sob pena de incorrer em infração disciplinar grave. De acordo com os promotores de Justiça André Karbage e José Filho, do Centro de Apoio Operacional Criminal, da Execução Criminal e Controle Externo da Atividade Policial (Caocrim), a abordagem e busca pessoal, sem ordem judicial, conforme o artigo 244 do Código de Processo Penal, só poderá ser efetivada se houver fundada suspeita. A abordagem sem critério fere garantias constitucionais da pessoa, tais como: o direito de locomoção, a intimidade, a dignidade e a imagem, notadamente quando estas abordagens são registradas pela imprensa. Na recomendação, os promotores de Justiça determinam a imediata revogação da ordem ilegal; a emissão de orientação a todos os oficiais para que se abstenham de adotar medida semelhante; a submissão de todos os policiais a curso de aperfeiçoamento em abordagens a pessoas; a revogação de qualquer sanção disciplinar que, porventura, tenha sido imposta ao policial que não tenha cumprido a tal determinação e, ainda, a apuração da conduta do oficial pela expedição da ordem ilegal. Cópias da recomendação foram enviadas a vários órgãos, bem como a todos os Promotores de Justiça do Estado do Ceará, para que, em se deparando com situação semelhante, possam cobrar a responsabilidade funcional e criminal do infrator. Leia mais… A cobrança de metas são práticas largamente admitidas nas melhores empresas do mundo. As polícias também devem adotá-las em suas administrações, porém, medindo a redução do crime e da sensação de segurança, e não os meios através dos quais as unidades policiais estão policiando. As metas de “meio” engessam a atuação policial, limitam a criatividade na atuação, tiram a autonomia da ponta. Metrificando corretamente os resultados, veremos o que vem dando certo, ou não, nas unidades policiais. O problema é que este resultado pode ser escandaloso…